Como identificar se um veículo já foi batido

Um fator muito importante na hora de avaliar o valor de um veículo é saber se ele já foi batido ou não. Principalmente em leilões de veículos, conseguir identificar se um veículo já foi batido é crucial para calcular o valor do veículo e, consequentemente, o limite dos lances. Assim, veja abaixo dicas sobre como identificar se um veículo já foi batido.

Carro batido? Veja como descobrir

Primeiro, é importante salientar que existem diversos tipos de batidas. Existem batidas leves, com pequenos amassados, que não influenciam muito o valor do veículo. Embora seja possível identificar essas batidas após os reparos, é preciso muito mais experiência para conseguir identificá-las. E existem casos que o serviço fica tão bem feito que é praticamente impossível identificar essas batidas. Como isso não costuma influenciar muito no valor do veículo, essas batidas não são importantes.

Já as batidas mais graves e até mesmo as perdas totais desvalorizam bastante o veículo. Essas batidas podem comprometer a estrutura do carro, de modo que, mesmo após os reparos, o veículo nunca mais será como antes.

Advertisement

Veja Também:

→ Leilão na sua Cidade? Veja como encontrar.

→ Como saber o Valor de um Carro? 

→ Leilão de Carros – Vantagens e Desvantagens

Identificar se um carro já foi batido é muito importante na hora de avaliar seu valor.

Ao participar de um leilão de veículos, um dos principais fatores para comprar barato é analisar bem o valor real do carro. Esse valor servirá como base, para que os lances dados não sejam altos e resultem em prejuízo. Embora não seja possível ligar o carro, muitos leilões permitem a abertura do capô, do porta-malas, etc. Assim, vamos dar algumas dicas para saber se um carro já foi batido.

Observe a pintura do veículo

A pintura é um dos pontos mais fáceis de se observar. Primeiramente, veja se a pintura está condizente com a idade do veículo. Um veículo mais velho com uma pintura nova é um claro sinal de que ele foi repintado. A pegunta que fica é: porque ele foi repintado?

Também é possível identificar se um carro já foi repintado observando bem falhas na pintura. Manchas e diferenças na textura são possíveis de se identificar. Olhando lateralmente o carro, variando os ângulos de visão, ajuda a identificar falhas.

A pintura também é um indicador que determinada área do veículo já foi pintada ou se uma parte da lataria foi trocada. Basta observar se a pintura é homogênea como um todo. Se a pintura está desgastada em todo o carro, mas um para-choque está com a pintura novinha, por exemplo, quer dizer que ele foi trocado. Isso é interessante para saber se um grupo da lataria foi trocado. Se o capô e o para-choque dianteiro foram trocados, isso acusa uma batida frontal. Assim, observe bem a parte frontal do veículo para tentar identificar a gravidade da batida.

Observe a simetria e o encaixe

Veja se todas as partes da lataria estão simétricas e se encaixam perfeitamente. Abra as portas, o porta-malas e o capô e verifique se eles abrem e fecham sem dificuldades. Também verifique a presença de ferrugem nas soldas, pois as soldas originais não costumam enferrujar.

Observe bem as junções na lataria, para ver se elas estão bem simétricas e se o encaixe entre elas é perfeito. Se um lado apresentar diferenças em relação ao outro, ou algum encaixe estiver torto, é bem claro que houve um reparo ou troca.

Uma forma de saber se houve uma batida traseira mais forte é observando o vão do estepe. Se ele estiver um pouco deformado, em forma mais oval, significa que houve uma batida. Além disso, observe presença de soldas e ferrugens.

Fique atento também ao conjunto de faróis e lanternas. Veja se os dois lados são exatamente iguais. Além disso, verifique o encaixe do conjunto, pois, em caso de trocas, o encaixe pode não ficar perfeito.

Verifique também o motor e todas as peças debaixo do capô. Veja se está tudo bem encaixado, sem ferrugens, parafusos soltos, deformidades ou alguma peça torta.

Preste também atenção nas rodas e nas suspensões. Se necessário, observe o veículo de baixo. Veja se não existe qualquer indício de que uma batida entortou nada no conjunto de rodas e suspensão.

Veja o histórico do veículo

Casos de perda total ou de remarcação do chassi, teoricamente, devem constar no documento do carro. Isso nem sempre acontece, mas é interessante fazer uma pesquisa no DETRAN, com o número da placa e o número do chassi.

Existem empresas especializadas que também fornecem esse serviço. Assim, caso identifique um carro que deseja muito arrematar em um leilão, pode compensar pagar por esse serviço. É importante que você só pague por esse serviço caso goste muito do veículo e tenha certeza que conseguirá arrematar por um bom valor.

Conclusão

Existem vários fatores que evidenciam se um carro já foi batido. Nós apresentamos vários deles, mas é necessário saber avaliá-los. Isso porque se um para-choque foi trocado, não quer dizer que houve uma batida grave. Se um conjunto inteiro foi trocado, é necessário ficar alerta.

Então, além de saber identificar pequenas avarias, é necessário analisar o carro como um todo. Assim, a soma de diversos indicadores irá informar a gravidade de uma batida.