É Possível Lucrar com Leilão de Carros?

Os leilões de carros são conhecidos devido ao fato de que é possível comprar carros mais baratos que o normal. Mas será que, além de comprar barato, também é possível lucrar com leilões de carros? Importante: cuidado com leilões falsos. Sempre visite os lotes e leia os editais.

Antes de começarmos, é importante definir o que é comprar barato. Nós já falamos sobre isso no nosso artigo sobre como comprar barato em um leilão. Comprar barato significa pagar menos que o valor real do veículo. Ou seja, se você comprar, por exemplo, um carro por 100 mil reais que vale 200 mil, você comprou barato. Além disso, durante a quarentena estão sendo realizados menos leilões. Essa situação deve-se normalizar quanto a pandemia for controlada.

Lucrar com Leilão de Veículos

Nós já recebemos várias vezes a pergunta: é possível lucrar com leilões de veículos? E a resposta é simples: sim, é possível, visto que muitas pessoas vivem disso. Talvez você conheça ou já tenha ouvido falar de alguém que trabalha com compra e venda de veículos de leilão.

Advertisement

Para lucrar é necessário algo simples: vender por um valor maior do que o valor que foi gasto no veículo. Assim, existem dois pontos óbvios: a compra e a revenda. Para lucrar na transação, os dois pontos são importantes, porém nós consideramos a compra o ponto principal. E isso tem uma explicação: é mais fácil comprar barato em um leilão do que vender um veículo de leilão por um valor maior. Assim, para conseguir lucrar, o ideal é comprar muito barato para revender ainda barato. Lembre-se que existe um preconceito com carros de leilão, de modo que eles costumam ser mais desvalorizados que os carros normais. Dessa forma, vender um carro de leilão também é mais difícil, sendo que para tornar a venda mais fácil, deve-se compensar no preço.

Como Comprar Barato?

Aqui nós vamos falar de forma resumida tudo aquilo que já ensinamos no nosso artigo sobre como comprar barato.

Escolha um bom leilão

O primeiro passo é escolher um bom leilão. Como já cansamos de avisar, existem vários leilões falsos ou desonestos no Brasil. Assim, escolher um bom leilão é fundamental. Pesquise bastante os leilões mais próximos de você e participe de vários leilões somente como observador, caso não tenha experiência. Além disso, nunca deixe de visitar os lotes.

Saiba o valor real dos veículos

Para comprar barato, é imprescindível saber o valor dos veículos que se deseja arrematar. Existem diversos fatores que contribuem no valor final de um veículo. São eles:

  • valor do veículo na Tabela FIPE;
  • dinheiro gastos com eventuais reparos;
  • impostos e taxas (a comissão do leiloeiro costuma ser de 5% do valor final de arrematação);
  • multas (se existirem); as multas podem ser de responsabilidade do leiloeiro ou do arrematante, de modo que é necessário consultar o edital de cada leilão para saber;
  • origem do veículo (recuperado de financeira, recuperado de roubo, sinistros graves);
  • saber se o veículo já foi batido.

Muitos reparos podem passar despercebidos por pessoas inexperientes. Caso necessário, deve-se levar um mecânico experiente nas visitações, para que se possa fazer uma boa avaliação do veículo.

Nós escrevemos 4 artigos que são de leitura obrigatória para quem deseja entender mais sobre o assunto. Clique aqui para acessá-los.

Tenha paciência e controle as emoções

Nem sempre será possível arrematar o veículo desejado naquele momento. Caso os lances fiquem altos, de modo que a margem de lucro numa possível revenda comece a cair muito, simplesmente desista. A quantidade de leilões realizados e de veículos leiloados é gigante. Novas oportunidades sempre irão surgir, de modo que é necessário agir com racionalidade e paciência, sem se deixar levar pelas emoções.

Faça todas as contas

Existem gastos que devem ser levados em conta, além dos gastos com o veículo. Deslocamento, burocracia, entre outros não podem passar despercebidos. Assim, coloque no papel todos os gastos envolvidos em toda a operação de compra.

Tenha um mecânico confiável

Praticamente todos os carros arrematados devem passar por alguma manutenção. Bateria, pneus, óleo do motor, tudo deve ser verificado e muitas vezes são necessárias trocas. Assim, ter um mecânico confiável é muito importante.

Além disso, existe a possibilidade de comprar carros em condições ruins para consertá-los e revendê-los. Essa estratégia é muito utilizada por pessoas experientes, que compram um carro para arrumar e depois revendem por um preço bem atrativo, rendendo bons lucros. Para isso, ter um bom mecânico é essencial.

Como Revender?

Para revender mais fácil, escolha sempre arrematar os veículos mais procurados pelos brasileiros. Os carros usados mais vendidos no Brasil são: VW Gol, Fiat Uno e Fiat Palio. Existem vários outros modelos que possuem boa revenda, mas é importante ter em mente se o modelo é de fácil revenda.

Tenha em mente que carros de leilão já são desvalorizados simplesmente por serem de leilão. A porcentagem mais comum é uma desvalorização de 30% em relação ao valor do veículo na Tabela FIPE. Existe margem para negociação, porém dificilmente você conseguirá revender por um valor próximo ao valor FIPE. Por um lado, isso acaba sendo bom. Você estará vendendo um veículo por um valor bem mais baixo que o normal, facilitando a venda.

Veículos recuperados de financiamento, geralmente possuem uma revenda mais fácil, além de também possuírem uma regularização mais simples. Leilões com sinistros podem possuir uma regulamentação mais difícil. Já os leilões judiciais podem apresentar problemas caso o dono de um veículo consiga uma liminar na justiça.

Conclusão

Nesse artigo nós demos dicas importantes para quem deseja lucrar com leilões de veículos. São dicas simples, importantes principalmente para os iniciantes e inexperientes.

Lucrar com leilões é um negócio muito bom para quem tem experiência e sabe o que está fazendo. Porém, é um negócio arriscado, que pode gerar prejuízos para quem não tem domínio do assunto. A maioria dos leilões aceitam somente pagamentos à vista, assim, é importante se preparar bem e se planejar.