Leilão de motos do DETRAN – Tudo Sobre Leilões

Leilão de motos do DETRAN

O DETRAN leiloa milhares de carros e motos todos os anos no país. Neste artigo iremos falar principalmente dos leilões de motos, em que é possível comprar motos realmente bem baratas por valores até 50% abaixo do preço de mercado. Aviso: sempre tome cuidado com leilões falsos. Visite os lotes e leia os editais.

Anúncios

Leilão de motos do DETRAN

Nós já falamos sobre o leilão do DETRAN em nosso site. Caso deseje ver nosso guia completo, clique aqui. Hoje nós iremos falar do leilão do DETRAN focando um pouco mais nas motos leiloadas. A procura por motos de leilão tem crescido, principalmente com a possibilidade de trabalhar em aplicativos de entregas. Assim, vamos falar sobre os leilões, como participar e dar dicas para comprar barato.

Anúncios

Motos leiloadas: de onde vem?

As motos leiloadas pelo DETRAN são resultado de apreensões. Caso uma pessoa esteja com o veículo irregular, com multas ou impostos sem pagar, o veículo pode ser apreendido e irá para o pátio do DETRAN da cidade.

 

 

O dono da moto pode retirar o veículo, mas para isso tem que pagar os valores das irregularidades, além dos custos do DETRAN, que incluem reboque e a diária do pátio. Dessa forma, caso tenha um veículo apreendido, o melhor a se fazer é tentar retirar o mais rapidamente possível, pois quanto mais tempo o veículo permanecer no pátio, mais caro fica.

As taxas variam de estado para estado e a diária da moto costuma ser bem mais baixa que a de um carro, mas mesmo assim, depois de vários dias o valor pode ficar bem alto. Em MG por exemplo, o valor é cerca de 35 reais. Se a moto ficar um mês, só em diárias o dono terá que desembolsar mais de mil reais.

Caso o dono não retire o veículo em até 60 dias, o mesmo é disponibilizado para leilão. E são nesses leilões que existem oportunidades para se comprar barato. Infelizmente, uma pessoa perdeu sua moto, porém essas são as leis do nosso país, e embora nós não achamos justos os altos impostos cobrados no Brasil, nossa missão aqui é informar sobre leilões e oportunidades para se comprar barato.

Leilões estaduais

Antes de falarmos sobre como participar dos leilões, é importante esclarecer que o DETRAN é um órgão estadual. Dessa forma, cada estado possui o seu DETRAN e os leilões são realizados de acordo com as regras do DETRAN de cada estado. Assim, o DETRAN-SP é responsável pelos leilões de São Paulo e o DETRAN-MG pelos leilões de MG, por exemplo.

Essa informação é importante pois, para encontrar os leilões, o interessado deve procurar informações no DETRAN do seu estado, que podem variar. Alguns estados realizam leilões através de terceiros, outros o próprio DETRAN realiza, existem leilões online e presenciais, alguns estados são melhores que outros, etc.

Motos baratas para trabalhar

Com a expansão dos aplicativos de entrega, muitas pessoas se interessaram em adquirir motos para trabalhar. Assim, como nos leilões de motos é possível comprar bem mais barato, por valores até 50% mais baixos que os de mercado, os leilões tem atraído mais pessoas que buscam uma opção para comprar barato e começar a trabalhar.

É realmente uma boa opção, pois quem trabalha com aplicativos de entrega vai conseguir ganhar mais que um salário mínimo trabalhando 40 horas por semana, dependendo da cidade, logicamente.

Quanto maior for a cidade, maior a demanda por entregas, com pessoas relatando lucrar cerca de 3 mil reais por mês trabalhando 12h por dia. Porém, a carga horária realmente é muito alta e o risco também. Assim, cabe à pessoa decidir se vale a pena ou não trabalhar realizando entregas de moto.

O leilão obviamente não é exclusivo para quem deseja trabalhar com a moto. Uma pessoa pode participar do leilão independente do objetivo, seja ele trabalhar, passear ou ter um meio de locomoção.

Como participar do leilão

Para participar do leilão o primeiro passo é procurar se informar no DETRAN do seu estado. Alguns estados realmente realizam poucos leilões. Nesse caso, o melhor é tentar participar de leilões de veículos recuperados de financiamento pelos bancos. Caso seu estado possua uma quantidade interessante de leilões, verifique no site do DETRAN  as instruções para participar do leilão.

Em Minas Gerais, por exemplo, os leilões são bem frequentes e o site do DETRAN possui todas informações no link https://www.detran.mg.gov.br/veiculos/leiloes. Muitos leilões hoje estão sendo realizados de forma online, assim, para participar, basta realizar um cadastro no site do DETRAN, encontrar um leilão com edital aberto e dar os lances. É extremamente importante ler os editais antes de participar, pois nele terão todas informações do leilão, além das taxas cobradas.

Mesmo quando os leilões são realizados de forma online, é possível visitar os veículos. Dessa forma, sempre realize a visitação. Existem diversos sites falsos se passando por leiloeiros do DETRAN, então tome cuidado e visite os lotes. Além disso, visitar os lotes é muito importante para ver a real condição dos veículos.

Os leilões online podem ser realizados pelo próprio DETRAN ou por leiloeiros terceirizados. Assim, caso seja terceirizado, o interessado deve realizar um cadastro no site do leiloeiro para participar. Novamente: tome muito cuidado com leilões falsos. Se informe sempre pelo site oficial do DETRAN do seu estado e leia o edital, pois lá estarão as informações corretas sobre os leiloeiros oficiais.

Além dos leilões online, existem também alguns leilões presenciais, mas isso depende do estado e da cidade em que o leilão está sendo realizado.

Lances iniciais de 150 reais

É comum os leilões do DETRAN possuírem lances iniciais muito baixos, como 150 reais, por exemplo. Nesse leilão com edital aberto de Carandaí, por exemplo, existem vários lotes de motos com lances iniciais de 150 a 300 reais. Existem também motos com lances de 50 reais, mas são sucatas.

Só que esses são lances iniciais. As motos serão arrematadas por valores mais altos, de acordo com os lances que forem dados durante o leilão.

Como comprar barato

Para comprar barato, o primeiro passo é visitar os lotes. Observar o veículo, anotar o que precisa ser trocado, condições dos pneus, bateria, etc. Dependendo do leilão, os veículos ficam no pátio a céu aberto durante várias semanas, então o sol e a chuva geram alguns desgastes. Assim, a condição das motos pode não ser das melhores, sendo importante também observar a quanto tempo a moto está no pátio.

Isso é uma desvantagem, mas pode também ser uma vantagem, pois a moto pode estar desgastada por fora, mas o resto pode estar em boas condições. Assim, o desgaste faz com que a concorrência seja menor, diminuindo o valor de arremate. Dependendo do que precisar arrumar, compensa comprar uma moto mais desgastada e pagar pelo conserto depois.

Nós já escrevemos um artigo completo sobre como comprar barato, você pode acessá-lo pelo link https://tdsleiloes.com/como-comprar-barato-em-um-leilao/. Mas o segredo para comprar barato é um só: fazer as contas. Primeiramente planeje o que deseja arrematar, depois faça todas as contas de taxas (que podem ser vistas no edital), gastos com reparos, mecânico e revisão, etc. Após ter todos os valores em mente, estabeleça um limite máximo para o lance.

Por exemplo: caso todos os valores seja mil reais e o valor da moto seja 8 mil. Para se dizer que comprou barato, o valor de arremate deve ser de 50 a 60% do valor do veículo. Assim, um valor bom para um veículo de 8 mil, seria entre 4 mil e 4,8 mil. Como foi estimado mil reais de taxas e reparos, os lances devem ficar entre 3 mil e 3,8 mil reais. Acima disso, já começa a ficar caro e não compensa.

Caso os lances do veículo desejado fique muito alto, o melhor a se fazer é desistir e ter paciência. Novas oportunidades surgirão. São milhares de veículos leiloados por ano. Tenha paciência e não haja de forma emocional que com certeza e possível comprar realmente barato, pela metade do preço do valor do veículo.

Anúncios