Leilões de veículos do Santander

O Santander é mais um dos bancos que disponibiliza os carros recuperados de financiamento para leilões. Os leilões são realizados em 10 estados do país e contam com inúmeros veículos leiloados todos os meses, entre carros e motos. Então aprenda conosco tudo sobre esses leilões e como participar. E lembre-se: cuidado com leilões falsos. Sempre visite os lotes. 

Advertisement

Leilão de Carros e Motos do Santander

Recentemente. escrevemos um guia sobre os leilões de veículos do Bradesco. Os leilões realizados pelo Santander seguem o mesmo modelo, com leiloeiros terceirizados que são parceiros e realizam os leilões com os carros retomados pelo Santander.

Uma diferença e grande vantagem é que o Santander mantém um link atualizado em seu site, com todos os leilões que serão realizados no mês. Por exemplo, somente neste mês de agosto, serão realizados em São Paulo 22 leilões contendo veículos do Santander. Além disso, o Santander realiza leilões em 10 estados do Brasil. São eles: Amazonas, Ceará, Distrito Federal, Goiás, Pará, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Paraná.

Advertisement

Alguns dos parceiros do Santander também são parceiros do Bradesco (e de vários outros bancos também), como o Pestana Leilões, Guariglia Leilões e Freitas Leiloeiro. Como o Santander já mantém um link atualizado mensalmente com seus leilões, recomendamos que utilize o próprio site do Santander para se manter informado. Isso porque, além de informar todos os leilões do mês, é possível saber quais leilões são confiáveis e não estão utilizando o nome do Santander para dar golpes.

Leilão de Carros e Motos

Nós vamos utilizar o mesmo leilão que demos como exemplo no nosso guia do leilão do Bradesco: o leilão de Caçapava em SP. Esse leilão é realizado pelo Guariglia Leilões, e além dos veículos do Bradesco e do Santander, conta com carros e motos do Banco Safra, do Chevrolet Serviços Financeiros, do Banco Itaú e do Banco PSA. Porém, a maioria dos veículos são justamente do Bradesco. Assim, vamos destacar um carro e uma moto como exemplo.

O leilão conta com um Ford Ecosport Xls 1.6 Flex 2007 com lance inicial de R$15.000,00. Taxas e incrementos adicionam R$1.500,00 ao valor. O preço desse veículo na Tabela FIPE é de R$27.234,00, ou seja, valor bem inferior ao lance inicial. Dificilmente um veículo é arrematado por um valor próximo ao seu lance inicial, porém existe uma boa margem para arrematar este Ecosport bem barato.

Ford Ecosport em leilão. Fonte: https://www.guariglialeiloes.com.br/item/49712/detalhes?page=2

Já nas motos. temos uma Yamaha YS 250 Fazer 2015, com lance inicial de R$8.000,00. Taxas e incrementos somam 650 reais ao valor a ser pago. Porém, o preço da tabela FIPE dessa moto é de quase 15 mil reais. Ou seja, o lance inicial é quase metade do valor da tabela FIPE da moto. Uma boa margem para talvez se fazer um ótimo negócio.

Yamaha YS 250 Fazer disponível para leilão. Fonte: https://www.guariglialeiloes.com.br/item/49684/detalhes

Como Participar

Nós já falamos sobre como participar no nosso guia do leilão de carros recuperados e no nosso guia do leilão Bradesco. Para não ficar muito repetitivo, não vamos nos estender aqui.

Como os leilões são terceirizados, deve-se primeiro realizar um cadastro nos sites do leiloeiros. Alguns leilões pedem um cadastro prévio mesmo se o leilão for presencial. Atualmente, está sendo comum termos leilões presenciais e online, então escolha a melhor opção para você.

O mais importante é se atentar às regras dos leilões. Cada leilão pode ter regras e taxas específicas que devem ser consideradas antes de dar um lance. Além disso, nunca deixe de visitar os lotes. Primeiro por uma questão de segurança, para não cair em golpes e participar de leilões falsos. Segundo por uma questão lógica, afinal o ideal antes de comprar um veículo é analisar o mesmo presencialmente, para verificar o estado de conservação e eventuais problemas que o veículo possa apresentar.

Advertisement